Associado JCI
Joint Commission

Notícias

08/03/2017
Pesquisas sobre segurança do paciente na área hospitalar e em home care são o conteúdo da Revista Acreditação

Identificar o paciente corretamente é a primeira das Metas Internacionais de Segurança do Paciente. Embora pareça um quesito um tanto fácil de ser cumprido nas instituições de saúde que buscam pela qualidade, uma recente pesquisa qualitativa, apontou que não vislumbrou uma cultura de segurança que fortalecesse o processo. O estudo e seus resultados ficaram constatados a partir de um trabalho de avaliação feito junto aos profissionais na Unidade de Emergência de um hospital militar do Rio de Janeiro e que foi publicado na edição 12 da Revista Acreditação, publicação científica do Consórcio Brasileiro de Acreditação (CBA).

Outro artigo que expõe a necessidade de atenção aos cuidados com os pacientes analisou os fatores clínicos, farmacológicos e ambientais que predispõem pacientes hospitalizados ao risco de quedas. Nesse estudo, foram avaliados 26 prontuários, além do ambiente de internação com base nos fatores de risco levantados, entre eles a idade avançada dos pacientes, medicamentos potencialmente perigosos, e fatores ambientais que contribuem para o evento adverso.

Acolher sem julgamento, escutar com empatia, identificar as emoções e aprender a gerenciá-las com parcimônia, essas ferramentas estratégicas são apontadas como uma forma de prevenir o suicídio dentro das instituições de saúde, um mal social que vem crescendo a cada ano. Neste artigo, os autores sugerem adotar ferramentas cognitivas que contribuam para o planejamento de cuidados à saúde em pessoas com sofrimento, e um trabalho com foco a ampliar o olhar do enfermeiro sobre as diversas possiblidades do cuidar na prevenção ao comportamento suicida.

O objeto de estudo das pesquisadoras Sabrina Neves Fernandes e Fátima Duarte são os serviços de atendimento domiciliar. As autoras sugerem que a instalação de uma auditoria interna pode funcionar como ferramenta de melhoria da qualidade em home care. Relatos de experiências demonstram que a checagem interna pode ser fundamental para a melhora no processo de qualidade, a fim de garantir a continuidade dos procedimentos e a segurança do paciente. As auditorias seriam capazes também de auxiliar na identificação das fragilidades da empresa com base em evidências e não em inferências, contribuindo para ações assertivas e melhorando a performance dos processos.

A publicação traz ainda um estudo que expõe o panorama de patentes em telemedicina no mundo, e uma análise de fatores envolvidos na implantação de roupas cirúrgicas descartáveis não reprocessáveis e também, um artigo que descreve a importância da construção de glossários temáticos e de siglário em câncer, visando a padronização e ao aperfeiçoamento de termos e siglas utilizados para representar e recuperar a produção técnico-científica da esfera federal do SUS.

A 12ª edição da Revista Acreditação está disponível em http://cbacred.tempsite.ws/ojs/index.php/Acred01/issue/view/17

<< Voltar

Desenvolvimento Digital Net